A única profissão de saúde com valências na produção
05 Jun'17 | Sintra

A única profissão de saúde com valências na produção

Os farmacêuticos de indústria estão presentes, de forma transversal, em todo o processo de desenvolvimento e produção de fármacos. Desde a direção técnica das unidades produtivas, ao marketing, vendas e informação sobre medicamentos, passando por áreas como o controlo de qualidade, ensaios clínicos, assuntos regulamentares, farmacovigilância, entre muitas outras, aplicam o seu esforço e conhecimentos na garantia da segurança desta importante tecnologia de saúde. Os 30 farmacêuticos que integram os quadros do Grupo Azevedos são prova viva desta realidade: estão presentes em todas as etapas produtivas; com qualificações e competências diferenciadas, que são reconhecidas e valorizadas por toda a organização.
A visita da bastonária à Sofarimex, no âmbito do projeto Roteiros Farmacêuticos, no dia 5 de junho, "fez soar o sinal de alarme”. O presidente do grupo, o farmacêutico Thebar Miranda, fez questão de reunir a grande maioria dos colegas farmacêuticos que integram os quadros da empresa, num claro sinal de reconhecimento da importância da visita da dirigente da OF, mas para estimular também um contacto mais próximo com aqueles que representa. 
 
Este responsável não tem dúvidas ao afirmar: "somos a maior unidade produtiva farmacêutica em Portugal”. Tal feito deve-se, em seu entender, "a um grupo de quadro competentes”, que tem ajudados ao crescimento sustentado da companhia ao longo dos anos.
 
A Sofarimex é o "braço armado” do Grupo Azevedos; a unidade produtiva de um dos maiores grupos farmacêuticos portugueses, com mais de duzentos anos de história. Com uma área útil de cerca de 20.000 m2, a fábrica entrou em funcionamento em 1994, atingindo atualmente uma capacidade produtiva de mais de 90 milhões de unidades por ano. Mais de metade desta produção destina-se cerca de 20 mercados internacionais, sendo a Europa o principal destino, uma realidade que se acentuou nos últimos anos, como resultado da crise económica e financeira e das sucessivas reduções administrativas do preço dos medicamentos, que "obrigou” à internacionalização de muitas empresas portugueses. O Grupo Azevedos não foi exceção, embora as exportações tivessem já um peso considerável no volume de faturação, em especial nos países lusófonos. 
 
Além de 250 AIM no mercado nacional, a Sofarimex desenvolve e produz medicamentos, em todas as formas farmacêuticos, para o grupo e clientes externos, como resultado de contratos de produção. Com um investimento em I&D que ronda os 25 milhões de euros, a sua atividade representa um impacto para a economia nacional de cerca de 33 milhões de euros (VAB).
 
A unidades situada no Cacém, nos arredores de Lisboa, impressiona qualquer visitante, pela sua dimensão, pelos equipamentos e tecnologias utilizados e por um rigoroso cumprimento das regras de segurança, em consonância com todos os normativos e referenciais nacionais e internacionais na área da Qualidade – Boas Práticas de Fabrico e Normas ISO.
 
No percurso pelas instalações da fábrica, a bastonária e os responsáveis da empresa trocaram algumas impressões sobre alguns desafios que o setor enfrenta. Exemplo disso, foram as preocupações evidenciadas com a implementação do novo sistema de codificação de medicamentos, pelo investimento que representa e pelas alterações que implica na linha de produção. Conforme realçou o vice-presidente, Manuel João, o processo de embalamento e a serialização revestem-se também de particulares cuidados. "Nos EUA, por exemplo, 80% por cento das devoluções de medicamentos estão relacionadas com o processo de embalamento”, explicou.
 
A bastonária visitou também a nova área de fabrico de liofilizados, que é agora a "jóia da coroa” do Grupo. Inaugurada pelo ministro da Saúde há cerca de um mês, num investimento de perto de nove milhões de euros, esta nova estrutura da Sofarimex coloca a empresa como um dos principais produtores ibérios deste tipo de medicamentos, com uma capacidade atual de produção de 15 milhões de unidades/ano, mas que poderá aumentar brevemente, tendo em conta os projetos de investimento em curso.
Esta etapa dos Roteiros Farmacêuticos terminou com um breve encontro com os farmacêuticos da empresa, durante o qual a bastonária se dirigiu aos colegas para realçar o valor da sua intervenção na produção de medicamentos.
 
"Investimentos tanto na garantia de todas as condições de segurança na utilização dos medicamentos, mas depois, quando vão para o mercado, ainda assistimos a uma falta de cuidado no seu uso, seja pelos doentes ou pelos profissionais. Há ainda um desequilíbrio entre o rigor que aqui é aplicado, e o que depois se passa no terreno”, considerou.
Ana Paula Martins destacou ainda que os farmacêuticos de indústria integram um setor que "quanto mais trabalha, quanto mais exigências lhe são colocadas, menos recebe”, quer pelas reduções de preço quer para manter a competitividade nos diferentes mercados. "Portugal é o único país europeu em que não se pode aumentar o preço do medicamento”, acrescentou. 
 
Para o presidente do grupo, a política do medicamento desenvolvida ao longo dos últimos anos no nosso país retirou-lhe o seu devido valor social, enquanto tecnologia de saúde, uma ideia corroborada pela a bastonária, que considera tratar-se também de um dos efeitos perversos das baixas sucessivas do preço.
A dirigente da OF revelou não existirem perspetivas de novos abaixamentos de preços e assegurou que a OF dedicará, a partir do próximo ano, uma atenção especial ao setor, no sentido de sensibilizar e valorizar o papel dos farmacêuticos de indústria.
 
"Somos a única profissão da área da Saúde que tem entre as suas valências a área da produção”, realçou.

Outros Roteiros

07 Mai'18 | Açores De ilha em ilha, com a profissão no horizonte Os Roteiros Farmacêuticos regressaram aos Açores, para mais um conjunto de visitas aos farmacêuticos do arquipélago e aos locais onde estes exercem a sua atividade,... Ler Mais
17 Abr'18 | Portalegre Fixar profissionais é o maior desafio das unidades do interior A bastonária da Ordem dos Farmacêuticos visitou no dia 17 de abril a Unidade Local de Saúde do Norte Alentejano (ULSNA), que engloba os Hospitais Dr. José Maria... Ler Mais
19 Dez'17 | Tomar Um modelo de laboratório clínico a preservar A bastonária da Ordem dos Farmacêuticos (OF) visitou, no dia 19 de dezembro, o laboratório de análises clínicas Fernanda Galo Laboratórios, em Tomar, em mais uma... Ler Mais
18 Jul'17 | Pedrogão Grande Tragédias que despertam a solidariedade farmacêutica Enquanto estruturas de proximidade da população, as farmácias conhecem e vivem de perto os problemas das comunidades que servem. Em Pedrógão Grande, Figueiró dos... Ler Mais
12 Jul'17 | Alentejo Profissionalismo e proximidade dos farmacêuticos alentejanos Sob o tórrido e típico calor de verão alentejano, a bastonária da Ordem dos Farmacêuticos, Ana Paula Martins, visitou nos dias 10 e 12 de julho os colegas dos... Ler Mais
20 Jun'17 | Braga Gestão privada que serve o interesse público O Hospital de Braga foi considerado o melhor hospital do país na avaliação recentemente divulgada pela Entidade Reguladora da Saúde. Em vários rankings e... Ler Mais
05 Jun'17 | Lisboa Polícia Científica e Ciências Farmacêuticas com ligação umbilical O Laboratório de Polícia Científica é um dos laboratórios mais avançados do mundo, com tecnologia de ponta e recursos humanos altamente qualificados. As suas origens... Ler Mais
05 Mai'17 | Trás-os-Montes e Alto Douro Bons exemplos no nordeste do país Quatro dias no interior de Portugal para conhecer as dificuldades e os desafios de quem luta diariamente contra a desertificação. O Roteiro que levou a bastonária às... Ler Mais
18 Abr'17 | Santarém Assistência farmacêutica na região do Médio Tejo A bastonária da Ordem dos Farmacêuticos, Ana Paula Martins, visitou, no dia 18 de março, o distrito de Santarém, em mais uma iniciativa integrada no projeto "Roteiros... Ler Mais
21 Mar'17 | Oeiras Profissionais de saúde no sistema de saúde prisional Impulsionados pela bastonária da Ordem dos Farmacêuticos (OF), os bastonários das Ordens dos Enfermeiros e dos Médicos acompanharam Ana Paula Martins na visita ao... Ler Mais
17 Mar'17 | Coimbra Laboratórios que prezam a qualidade e proximidade O Roteiro Farmacêutico realizado no dia 17 de março, na cidade de Coimbra, envolveu a visita a dois laboratórios de análises clínicas dirigidos por duas farmacêuticas... Ler Mais
02 Mar'17 | Lisboa Farmacêuticas nos cuidados de saúde primários Serão pouco mais de meia centena os farmacêuticos que trabalham nas cinco Administrações Regionais de Saúde do País. Na região de Lisboa e Vale do Tejo, reside um dos... Ler Mais
06 Fev'17 | Portimão Intervenção farmacêutica nos serviços públicos algarvios Na primeira vez que se deslocou ao Algarve no âmbito dos Roteiros Farmacêuticos, a bastonária contactou com três áreas distintas de intervenção profissional dos... Ler Mais
05 Dez'16 | Loures Farmácia Hospitalar em hospital PPP A bastonária da Ordem dos Farmacêuticos visitou, no dia 5 de dezembro, o Hospital Beatriz Ângelo (HBA), em Loures, onde foi recebida pelo administrador executivo,... Ler Mais
29 Nov'16 | Penafiel Dispositivos médicos de produção nacional A Bastos Viegas é um dos vários bons exemplos de empresas portuguesas altamente credenciadas a nível internacional. É referência a nível mundial na área dos... Ler Mais
29 Nov'16 | Porto Cada farmácia com a sua história e experiências Foram quatro as farmácias visitadas pela bastonária durante o Roteiro realizado na região Porto. Separadas pelo Douro ? duas no Porto; duas em Vila Nova de Gaia ?... Ler Mais
28 Nov'16 | Porto Qualidade, segurança e eficácia na terapêutica oncológica O Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto recebeu no dia 28 de novembro a visita da bastonária da Ordem dos Farmacêuticos. O presidente do Conselho de... Ler Mais
29 Out'16 | Ponte de Lima Uma profissão com muitas referências Manuel Pimenta é um dos mais distintos farmacêuticos do nosso País e uma personalidade de referência na vila que ostenta o título de mais antiga de Portugal: Ponte de... Ler Mais
28 Out'16 | Vila Nova de Gaia Farmacêuticos hospitalares compensam com esforço o subfinanciamento da saúde Em visita aos Serviços Farmacêuticos do Centro Hospitalar Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNG/E), a bastonária louvou o esforço dos farmacêuticos hospitalares que... Ler Mais
28 Out'16 | Porto Transformar conhecimento em valor económico A bastonária foi conhecer a incubadora de empresas da Universidade do Porto - UPTEC-Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto - para perceber os apoios... Ler Mais
23 Jul'16 | Açores Os desafios da insularidade e da descontinuidade geográfica A bastonária visitou a Região Autónoma dos Açores, entre 21 e 23 de julho para contactar com os colegas farmacêuticos açorianos e com eles analisar a atualidade do... Ler Mais
17 Jul'16 | Madeira Em contacto com os farmacêuticos madeirenses Nos dias 15, 16 e 17 de julho, a bastonária deslocou-se à Região Autónoma da Madeira, em mais uma etapa dos Roteiros Farmacêuticos, que passou pelo hospital,... Ler Mais
12 Jul'16 | Lisboa Antigas instalações da farmácia privada são agora para o ambulatório hospitalar A convite do presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN), Carlos Martins, a bastonária da OF, Ana Paula Martins, deslocou-se no... Ler Mais
08 Jul'16 | Figueira da Foz Serviços farmacêuticos à medida da população A bastonária da Ordem dos Farmacêuticos (OF) visitou a 8 de julho a Farmácia Saúde e a Farmácia Saúde Lavos, ambas no concelho da Figueira da Foz. As diretoras... Ler Mais
25 Mai'16 | Lisboa Responsabilidade farmacêutica em oncologia Os farmacêuticos que trabalham no Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil (IPOLFG) são responsáveis, mensalmente, pela preparação de mais de 3 mil... Ler Mais
11 Mai'16 | Vila Franca de Xira Mais de 200 farmacêuticos a servir nos arredores A "primeira etapa" dos Roteiros Farmacêuticos passou pelo concelho de Vila Franca de Xira, nos arredores de Lisboa. A bastonária visitou algumas unidades de saúde... Ler Mais